Editorial

Jornais de época do Arquivo Histórico de Joinvilleá cem anos talvez se vivesse o período de maior fé da humanidade no progresso e na própria capacidade de evoluir em uma espiral constante e positiva, até levar o conforto e o bem estar a todos os cantos do planeta – era só uma questão de tempo. O ano de 1914, porém, seria o primeiro grande baque para o sonho otimista do avanço técnico e social eterno, reabrindo a caixa de maldades europeia e revelando em uma escala nunca antes vista o lado negro do homem, no que ficaria conhecida como a Primeira Guerra Mundial.

 

O primeiro conflito de caráter planetário começaria de forma improvável, nos confins dos Balcãs, em um atentado que por aqui foi identificado mais como um acontecimento fortuito do que como uma questão geopolítica (veja em História ao Vivo). Fotos do calhambeque usado pelo herdeiro do trono austro-húngaro quando foi alvejado nas ruas de Sarajevo podem ser vistas na seção Do Lambe-lambe.

 

Mas não pense que os jornais brasileiros estavam desatentos, houve quem identificasse até a célula de uma sociedade nacionalista sérvia infiltrada em Joinville (SC), fazendo inclusive ameaças a bomba (em Deu no Jornal).

 

A crença no poder da técnica, porém, não foi totalmente abandonada. Não enquanto houvesse

o Apparelho Oxypathor, que prometia a cura elétrica das dores “immediatamente” – veja em Acredite se Puder.

Jornal Retrô - Boa leitura!

Siga-nos!